SEAC-MG SEAC-MG

Neste sábado (07), lançamento oficial da campanha Outubro Rosa, em Belo Horizonte.

A Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) lança campanha “Contra o câncer, Pela vida!”, no dia 07 de outubro, das 9h às 11h, na Praça do Sol do Parque Municipal Américo Renné Giannetti, com entrada pela alameda Ezequiel Dias. A programação é aberta ao público e contará com shows dos cantores Marina Machado, Tadeu Franco, Eduardo Filizzola e Trio Amaranto e Gabi Borges.  “Confeccionamos camisas e faixas com mensagens de conscientização sobre a importância de se prevenir o câncer de mama. As camisas serão vendidas por R$25 no dia. O dinheiro arrecadado será doado a ONGs e casas de apoio, que atendem mulheres com câncer de mama”, conta o presidente da SBM.

A academia Body Tech é parceira no evento e promoverá uma aula de ginástica antes dos shows, seguida por uma apresentação de um grupo de mulheres capoeiristas, distribuição de laços rosa (símbolos da campanha) e de cartilhas sobre a prevenção do câncer de mama. A expectativa é reunir mais de duas mil pessoas.

Diagnóstico em fase inicial sobe chance de cura para 95%

O mês de outubro já é marcado pela tradicional campanha “Outubro Rosa” para mobilização da comunidade médica e sociedade com ações de alerta e conscientização sobre o câncer de mama. O tema da campanha da Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) deste ano é “Contra o câncer, Pela vida!” para alertar sobre a necessidade de uma conscientização cada vez maior, lutando pelos direitos. O cenário brasileiro desse tumor é crítico e o principal problema está no acesso ao atendimento, desde a prevenção até o tratamento pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

O presidente da Sociedade Brasileira de Mastologia – Regional Minas Gerais Waldeir Almeida explica que existem diversos entraves dificultadores no cotidiano das pacientes. “Dois aspectos principais devem ser avaliados e modificados para beneficiar as pacientes: a demora entre a suspeita inicial e a chegada a um diagnóstico exato e a falta de informação em geral”, afirma. 

Desde 2014, está em vigor a Lei dos Sessenta Dias para que qualquer pessoa com câncer tenha tratamento na rede pública, até dois meses após o diagnóstico. Entretanto, conforme dados do Sistema de Informação do Câncer (Siscan), ligado ao Ministério da Saúde, quatro em cada dez casos esperam mais tempo que esse prazo legal para atendimento.

É fundamental a mulher ter consciência da importância do assunto durante o ano todo e também ter entendimento sobre como funciona a saúde pública. “Elas precisam de esclarecimento sobre os procedimentos básicos, como por exemplo, saber os lugares e como marcar uma consulta com mastologista, fazer a mamografia, biopsia e iniciar o tratamento”, alerta o presidente.

A prevenção ainda é a principal forma para se combater a doença e, quanto mais cedo for diagnosticada, maior é a probabilidade de cura. O presidente explica que a doença não tem uma causa definida e a evolução dos métodos de prevenção são primordiais para salvar vidas. “A mamografia é o principal método de diagnóstico em fase inicial. Hoje, se o câncer é detectado com tamanho pequeno, as chances de cura chegam a 95%”, declara.

Neste mês, a SBM promove campanha focada em incentivar as mulheres a se cuidarem, mais e melhor, quebrando as barreiras do medo, encorajando ainda a lutarem pelo acesso a exames e tratamentos. “Devemos lembrar os direitos estabelecidos por lei para garantirem a diminuição do gargalo do tempo entre o diagnóstico e o início do tratamento. Elas devem abandonar os medos e fazerem exames de prevenção regularmente, assim como manter a realização do autoexame para autoconhecimento do corpo e praticarem atividade física com regularidade, para prevenir a doença”, observa.

 

 

Fonte: Zoom Comunicação (SBM)

Rua Uberlândia, 877, Carlos Prates, Belo Horizonte - Minas Gerais - CEP 30710-230
Telefax: (31) 3278-3008 

Horário de Funcionamento:
Segunda à sexta-feira das 8 às 12h e das 13 às 17 horas

by MacWeb Solutions