Menu fechado

Seac-MG presta homenagem aos 90 anos do Mercado Central

O Mercado Central, um dos principais pontos turísticos de Belo Horizonte, comemorou 90 anos neste mês de setembro. Quase um século de história, memória, encontros, cultura, diversidade e muitos sonhos. Motivo para que o Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação do Estado de Minas Gerais (Seac-MG) também fizesse uma homenagem, reverenciando o Mercado Central, orgulho dos belorizontinos e um pedacinho da típica mineiridade no coração da capital de Minas Gerais.

À época da inauguração, no dia 7 de setembro de 1929, pelo então prefeito Cristiano Machado, o mercado recebeu o nome de Mercado Central de Belo Horizonte, pertencendo à Prefeitura Municipal até 1964.

O maior centro comercial de Mina Gerais foi construído no terreno que abrigava o campo do América, localizado entre a Avenida Paraopeba (atual Avenida Augusto de Lima), e as Ruas Goitacazes, Curitiba e Santa Catarina, no centro de Belo Horizonte. Em 1973, passa a ser chamado Mercado Central, ampliando suas atividades para o comércio de alimentos, artesanatos e produtos típicos.

“Ninguém vai a Belo Horizonte sem passar pelo Mercado Central. É nosso ponto de encontro, onde guardamos nossa cultura, sempre viva na memória dos comerciantes, dos turistas e dos belorizontinos. Andar pelos corredores é visitar um pouco de tudo que temos de melhor. É mesmo a cara de Belo Horizonte”, destacou o presidente do Seac-MG, Renato Fortuna Campos.

O Mercado Central é ponto de encontro de mineiros, belorizontinos e turistas de diversas partes do mundo, chegando a receber mais de 1,2 milhão de pessoas por mês.

Fonte: Assessora de Comunicação do Seac-MG/Sonia Zuim